PRÁXIS Reflexão e Debate sobre Trabalho e Sindicalismo
Sindicalismo, Direitos Laborais...

+72% em 10 anos (Editado)

Partilhar

Os trabalhadores portugueses estão cada vez mais qualificados. Segundo o INE, há 1,61 milhões de trabalhadores com formação superior. Tal corresponde a um aumento de 72% entre 2013 e 2023.
A elevação das qualificações é também evidente quando se compara, segundo a mesma fonte, a percentagem de trabalhadores com qualificações até ao 9º ano de escolaridade: eram 53% em 2013 e apenas 35% em 2023.
Ainda que de forma empírica, podemos afirmar que a este aumento de qualificações não correspondeu um aumento da qualidade do emprego, nem dos salários pagos.
Não obtivemos dados sobre esta mesma evolução evidenciada nos empresários, que, como se sabe, tem, em geral, muito baixas qualificações. Segundo um estudo da Fundação José Neves, dosi terços dos empresários portugueses têm 45 anos ou mais e, na faixa etária dos 45 aos 54 anos, apenas 27% têm curso superior. E no grupo dos 55 aos 64 anos a percentagem desce para 18%. Em 2021, 47,5% dos empregadores portugueses (quase um em cada dois) nem sequer tinha acabado o secundário, praticamente o triplo da média europeia que era 16,4%.
Este défice de qualificações e competências penaliza a produtividade, a qualidade da gestão, a economia e o país. Urge ser superado.


Partilhar

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Lear mais..